Quanto custa para praticar Aikido?

Não se deve perguntar quanto custa para praticar o Aikido. Deve-se questionar quais são os beneficios que o Aikido trará ao praticante caso decidir vir a treinar. A prática do Aikido poderá mudar a forma do praticante de ver a vida, tornando-a uma forma mais harmônica, mais realista, evitando se perder em ilusões. Desenvolverá a percepção, e reflexos, ensinará a relaxar, e percebe melhor como a vida e o Universo funcionam, e tudo isto praticanto um sofisticado sistema de defesa pessoal, fisicamente falando. Por esta razão, o preço da mensalidade é o que menos importa ao se decidir praticar o Aikido, o mais importante , é praticar no local certo e com um bom professor. Não é porque na frente de um local existe uma placa dizendo “ensina-se Aikido”, é que alí realmente estará sendo ensinada a arte com qualidade. Normalmente aquele que procurar o Instituto Takemussu preocupado em quanto vai gastar, não vai ser um bom aluno pois se a mensalidade é algo significativo para o interessado, na realidade ele não vai poder arcar com as despesas ao longo do curso. além do que terá que treinar com dedicação, esforço e disciplina por pelo menos 4 horas por semana, e para esta pessoas precupadas com pequenas despesas, estas horas poderiam ser usadas para ganhar dinheiro. Além do que praticar o Aikido no Instituto Takemussu, que é um dojo tradicional, exige outras despesas, como comprar livros, as vezes viajar em excurções, frequentar seminários, etc, e não é um local de treinamento do Aikido para pessoas sem uma condição financeira estável, e um bom nivel educacional. As mensalidades em um bom dojo, giram em torno do 40 dólares por mês, mas há outros custos como os mencionados acima. Por outro lado, embora no Aikido as pessoas se machuquem muito menos do que no futebol, as contusões acontecem, se o indivíduo não tem uma reserva financeira, um seguro de saúde, e tenha que trabalhar hoje para pagar suas contas amanhã, certamente não deve treinar Aikido, como não deve tambem jogar futebol embora muitos o fazem na prática sem ter esta condição.
Em geral as pessoas que treinam no Instituto são profissionais liberais, gerentes, técnicos de nivel médio para superior, e pessoas de classe média para alta. Há pessoas pobres também, mas estas quando não podem pagar pelo curso, fazem uma entrevista e se forem aprovados, recebem descontos, trocando por serviços que o dojo necessita, ajudando a secretaria e a administração.

.