AikiResenha com Lanuza Cavalcanti

Destacado

Idade: 55 anos

Tempo de treino: 4 anos

Profissão: Contadora

AiKiResenha05

Sou mulher, mãe e avó e pratico o Aikido desde o final de 2016. Com a chegada da menopausa, meu corpo começou a sentir a falta de alguns hormônios e logo entendi que precisava de um equilíbrio, encontrando-o com os treinos constantes. Fui então percebendo algumas mudanças, como a melhoria no tônus muscular, nos reflexos e percepção, algo que sentia diminuído e quase que perdido ao longo dos anos. Praticar Aikido me tornou mais próxima e conectada com o outro e me fez perceber que precisamos harmonizar para conquistar nosso equilíbrio, das pessoas e das coisas. Através do Aikido, entramos num caminho espiritual, onde não medimos força, e sim a harmonizamos, dando a ela um destino, deixando-a passar e fluir naturalmente.

Lanuza em seu exame para faixa roxa (4º kyu)

AikiResenha com Gilseli Castro

AikiResenha com Gilseli Castro

Idade: 45 anos

Tempo de treino:  8 anos

Profissão: Designer

AiKiResenha04

O Aikido e eu

Meu nome é Gilseli Castro, sou Designer e tenho 45 anos. 

Eu sempre tive uma especial simpatia pelas artes marciais em geral, e durante a minha vida pesquisei sobre o assunto, mas sempre sem a oportunidade de praticar nenhuma delas.

O espírito competitivo, e o comportamento nada apreciável de alguns professores e representantes das artes que eu pesquisava, era um desestímulo maior que a simples alocação daquela prática na minha agenda diária.  Pessoas são exemplos; maiores que qualquer ensinamento, e eu sempre me inspiro nelas!

Desde pequena, sempre tive muita energia masculina. Muito combativa e agressiva com as palavras, rígida nas ações, crítica, expansiva, queria ter o controle de tudo, e me achava autossuficiente.  Nunca me enquadrei nos gostos e comportamentos típicos do universo feminino, e isso me trouxe inúmeros conflitos na vida.

Eu nunca sabia dosar as quantidades entre o firme e o flexível, nem tampouco transitar as polaridades humanas com elegância e sabedoria, mas essa sempre foi a minha meta de vida.

O antigo endereço do Kitoji Dojo estava no caminho pelo qual eu passava todos os dias em direção ao trabalho, e eu ficava curiosa para ir até lá conhecer o que era Aikido.

Um belo dia resolvi fazer contato e marcar uma visita ao local.  Fui recebida pelo professor Marco Aurélio, e me impressionei com um professor respeitoso, didático, ético, muito dedicado aos seus alunos e à sua arte.  E isso certamente foi fundamental para reforçar minha adesão àquela prática. Eu realmente me inspiro em pessoas.

Aos poucos encontrei um grupo de pessoas tão diferentes de mim, mas com desejos implicitamente alinhados: o de promoverem melhorias em si mesmas.

E mais do que isso, ganhei amigos incríveis. 

O Aikido me conectou com meu guerreiro interno, canalizou toda minha energia Yang para uma transformação profunda e mais produtiva, me arrastou para fora do lugar onde eu não deveria estar.

Trouxe mais filosofia, mais conhecimento, expandiu a minha consciência, e com ela mais reflexão sobre a vida e o meu papel no mundo.

A jornada é longa, e quanto mais eu sei, mais eu percebo que nada sei.  Dessa forma, conheço um pouco mais sobre o quanto meu espírito precisa lapidar e eu não tenho mais pressa.  Estou onde preciso estar, e esse é o meu Caminho.

Gil – aluna Kitoji Dojo – Foto by Áthila ( Seigan Dojo Aikikai)

AikiResenha com Jane Torres de Jesus

3 revisões

Dna Jane é um exemplo de superação e determinação

Nome: Jane Torres de Jesus
Idade : 69 anos
Tempo de treino : 10 anos
Profissão : Professora
Instagram: @jannytorr
Facebook : Jane Torres de Jesus
Twitter :@jannytorr

#AikiResenha02

A prática do Aikido me ajudou a superar meus medos, melhorar meu condicionamento físico e a ter uma saúde equilibrada.
Através dos exercícios e das técnicas, meu corpo foi adquirindo elasticidade, com aumento do tônus muscular e melhora significativa de minha capacidade cárdio-respiratória. Com o Aikido meu equilíbrio emocional melhorou, resultando em maior atenção e observação das atividades ao meu redor.
A recente pandemia quebrou esta regularidade, meu corpo sentiu falta dos treinos e a situação de incerteza me deprimiu. Felizmente com a criação do nosso Clube de Leitura, um espaço criado para discussão e estudo da parte filosófica oriental, fui me estabilizando e através desse contato semanal, trocando inclusive experiências de como treinar em casa e fortalecer o corpo, adquiri um novo ânimo.
Assim, esperar a volta dos treinos e saber que a distância é passageira, ficou muito mais agradável.

Entre em contato comigo e vamos conversar, tirar dúvidas.

Encontro Técnico de Aikido com o Prof. Matsuda – 4º Dan – Aikikai

Cartaz Prof. Matsuda
Encontro Sábado

Nos dias 14 e 15/09/19, recebemos em nosso dojo, pela segunda vez, o Prof. Roberto Matsuda – 4º Dan Aikikai, um dos instrutores do Instituto Takemussu ( http://aikikai.org.br/ ), localizado no bairro da Saúde, em São Paulo.

Foram dois dias de muito treino no Kitoji Dojo onde podemos explorar os importantes conceitos abordados pelo Prof. Matsuda. Além desses eventos serem muito importantes para o nosso desenvolvimento dentro da arte, também podemos treinar e confraternizar com os dojos Seigan e Yamato, amigos de longa caminhada.

Também foram realizados exames de kyu do Antonio Carlos, Cid, Diamantino, Laurindo e Lanuza, sendo todos aprovados.

Expressamos a nossa gratidão ao Shihan Wagner Bull pela oportunidade em receber o Prof. Matsuda no Kitoji Dojo.

Não podemos deixar de agradecer ao Prof. Matsuda pelo seu carinho e atenção durante os dias de treino dispondo um pouco do seu tempo para estar conosco nesse evento.

Shihan Wagner Bull comemora 50 anos dedicados ao Aikido

Shihan Wagner Bull comemora 50 anos dedicados ao Aikido

Neste final de semana, o Kitoji Dojo, participou da comemoração dos 50 anos de Aikido do Shihan Wagner Bull. A celebração ocorreu no  Dojo Central – SP – sede do Instituto Takemussu , com aulas ministradas pelo Shihan e os Professores: Alexandre Bull, Costa, Ney Tamotsu e Leonardo Sakanashi (Argentina).

O evento também contou com a presença de inúmeros professores e seus respectivos grupos, supervisionados pelo Shihan. Sem dúvida, este momento ímpar marcou a história do Aikido brasileiro.

Nos últimos 50 anos, o Shihan Wagner Bull foi um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento e divulgação do aikido no Brasil. Autor de diversos livros de aikido, atualmente, ele é presidente da Confederação Brasileira de Aikido, líder do Instituto Takemussu, supervisionando diversos instrutores pelo Brasil.

Foi responsável por trazer grande nomes do aikido mundial, cuja experiência pode agregar a diversos praticantes dessa arte marcial. Já formou centenas de professores de aikido com nível técnico internacional e auxilia até hoje na evolução de cada aluno.

Não há dúvida, que a sua incansável dedicação, bem como sua a verdadeira paixão pelo aikido, pode construir uma grande família cuja missão é transmitir os ensinamentos de acordo com os princípios do fundador do aikido.

Assim, agradecemos e parabenizamos o nosso Shihan Wagner Bull pelo seu vasto trabalho em prol do Aikido brasileiro. Somos honrados em tê-lo como nosso Sensei!!

—————————————————————————————————————-

O aikido é uma excelente arte marcial. Ela é capaz de promover uma significativa qualidade de vida para o indivíduo podendo ser praticada por qualquer pessoa.

O Kitoji Dojo é um dojo de aikido tradicional, localizado no Rio de Janeiro, no bairro de Higienópolis, vinculado à Confederação Brasileira de Aikido, supervisionado pelo Shihan Wagner Bull – 7º Dan.

Faça-nos um visita para conhecer esta maravilhosa arte marcial.

Kitoji Dojo realiza seminário de Aikido com Shidoin Alexandre Bull-5º Dan-Aikikai

Kitoji Dojo realiza seminário de Aikido com Shidoin Alexandre Bull

Neste final de semana, realizamos o Seminário de Aikido com o Shidoin Alexandre Bull – 5º Dan Aikikai, no Kitoji Dojo, Rio de Janeiro.

Considerando a sua grande experiência dentro do Aikido,  Shidoin Alexandre pode demonstrar o que vem treinando atualmente.

Inicialmente, foi trabalhado conceitos de aikido muito importantes para o desenvolvimento de uma boa conexão.

Posteriormente realizou-se o aprimoramento de algumas técnicas do kihon. Assim todos os participantes puderam se alinhar com as técnicas praticadas no programa do Brazil Aikikai.

Certamente, todos os alunos e professores ficaram muito felizes com a troca de informações.

Além disso, também estiveram presentes no seminário os dojos: Seigan, Yamato e Hontai Dojo( Círculo Leoni ). Como resultado, tivemos um evento brilhante em termos técnicos.

Por fim, foram realizados os exames para Shodan, Jane Torres(Kitoji Dojo) e para Nidan – Renato (Seigan Dojo). Embora tenha sido um exame bastante exigente, ambos alunos demonstraram um excelente nível técnico e foram aprovados.

Desse modo, agradecemos a todos que participaram neste momento tão especial.

 

 

Expectativas para o exame de Shodan – Por Jane Torres

Expectativas para o exame de Shodan – Por Jane Torres

 

Em breve será realizado o meu exame para Shodan. Quase lá!!

Às vésperas do meu exame, vem aquela conhecida insegurança e ansiedade. Tenho inúmeras perguntas as quais somente serão respondidas com o tempo. Afinal, será que estou mesmo pronta? Acredito que sim, pois o meu Sensei aposta todas as fichas em mim. Sendo assim, vamos lá então.

Desde que comecei no Aikido, fico lembrando da minha trajetória, das minhas mudanças de faixa, meios anseios, minhas rotineiras cobranças internas. Sempre achando que não estou apta para prestar um novo exame, porém esta é a mente de um iniciante (Ibi Soshin).

Quanta insegurança em ser avaliada por uma banca composta pelo Sensei Alexandre Bull, pelo meu Sensei,bem como os demais professores do Brazil Aikikai.

Nestes momentos são gerados novos conhecimentos e expectativas que me deixam aflita. Entretanto, acredito que posso superar este desafio e estou me preparando ao máximo para isto com ajuda dos meus amigos do Kitoji Dojo e do meu Sensei.

Muitas barreiras foram superadas e novas surgirão, contudo tenho certeza que posso ir muito mais além.

Independente do resultado deste exame, esta é uma grande oportunidade e experiência de vida. Este momento significa muito para mim e ficará para sempre em minha memória.

O Seminário de Aikido com Sensei Alexandre Bull será realizado no Kitoji Dojo, localizado no bairro de Higienópolis, Rio de Janeiro, nos dias 15 e 16 de setembro de 2018. Será um dia muito especial para mim, bem como para os meus amigos de dojo e familiares.

Logo, convido todos vocês para esta grande celebração.